RECEBA AS PRINCIPAIS NOVIDADE DE BRASÍLIA NO SEU EMAIL







Brasília – Cidade Orgulho

Brasília – Cidade Orgulho

Brasília – Cidade Orgulho 

No mês do Orgulho LGBT a capital do país prepara-se para uma das maiores intervenções artísticas urbanas já realizadas no DF. Monumentos e espaços como o Congresso Federal e o Buraco do Tatu serão iluminados com as cores da alegria. Saiba mais aqui!

Brasília prepara-se para receber, no mês do orgulho LGBT, o projeto “Brasília – Cidade Orgulho”, uma das maiores intervenções artísticas urbanas já realizadas no Distrito Federal. As instalações artísticas têm caráter de ocupação urbana e foram desenvolvidas para que, de maneira segura, ao ar livre e levando em consideração o momento pandêmico, as pessoas que transitam pela cidade possam registrar sua admiração, orgulho e apoio à causa que celebra, no dia 28 de junho, o Dia Internacional do Orgulho LGBT. A inauguração das obras acontecerá no dia 19 de junho, permanecendo até o dia 28 em diversos pontos da cidade, como o Parque da Cidade e a escadaria da Torre de TV.

Em 2020, o Brasília Orgulho fez história ao iluminar com o arco-íris LGBT, pela primeira vez na história, o Congresso Nacional. Agora, a ideia é repetir o feito e ir além. Para tanto, os os organizadores prepararam o Projeto composto por três pilares: video mapping do Congresso Nacional, instalações artísticas espalhadas por todo o DF (que representará o Mapa do Orgulho) e a presença massiva com um conjunto de experiências físicas, notadamente visuais, descentralizadas, que poderão ser vistas, inclusive, de dentro de carros e ônibus. A execução é do Coletivo Crewza e do Ateliê Fábrica, ambos do DF.

“O Projeto foi pensado para atender todos cuidados que a pandemia exige – distanciamento social e incentivo ao uso de álcool em gel – e sintonizado com o espírito do tempo. Todas experiências são altamente instagramáveis, como estratégia para que fluam para o meio digital e envolvam, inclusive, as pessoas que estão em casa”, explica Igor Albuquerque, idealizador da ação e membro do coletivo Crewza. “A obras e ações estarão, preferencialmente, localizadas em pontos de significativo fluxo de pessoas, as quais terão seu dia-a-dia iluminado de forma surpreendente com as cores do orgulho LGBT”, descreve entusiasmado o produtor cultural.

O Brasília Orgulho é o coletivo ativista que organiza o Festival, de mesmo nome. Composto, comumente, por mostra de filmes, eventos de artes visuais, debates, pesquisa, festas, atividades esportivas e a parada do orgulho LGBTS de Brasília. Welton Trindade, diretor da Associação Brasília Orgulho que também integra a Interpride – associação que reúne todas as paradas LGBT do mundo – explica que a capital tem a terceira parada LGBT mais antiga do Brasil, presente no calendário oficial da cidade, e que este é o maior ato de direitos humanos do DF. Sobre as instalações, ele complementa, “Faremos com que o sentimento de orgulho se alastre pela cidade sem gerar aglomerações, apenas muitas fotos e sorrisos”, explica Welton.

“Todas as obras terão laudo técnico de segurança (ARTs) e permissão dos órgãos públicos competentes, além disso, cada obra será acompanhada por totem com explicação e QR Code com o mapa completo delas todas. Assim, o público poderá ver em quais deseja tirar fotos e se programar”, descreve Welton Trindade. “Nas principais obras, haverá segurança com treinamento financiado pelo projeto para evitar danos e vandalismo. Isso 24 horas por dia. Em datas e obras específicas, nosso incrível voluntariado – com distanciamento social e camiseta do Brasília Orgulho – estará presente para humanizar ainda mais a experiência”, conclui o organizador.

Dentre as obras estão a escada da Torre de TV, que terá os seus 28 degraus, com 20 metros de comprimento coloridos, pórticos de 2,5 metros de altura em pontes e pistas de pedestres no Parque da Cidade, além da calçada de 72 metros de comprimento em arco-íris no mesmo local, molduras grandes em pontos como a Ponte JK e Museu da República, bem como a iluminação do Palácio do Buriti.

 

Cuidados Sanitários

Todas as noites, uma equipe de manutenção e limpeza percorrerá as instalações do Mapa do Orgulho que tenham possibilidade de toque para higienizá-las. Totens ao lado de grande parte das obras reforçam a mensagem de cuidados sanitários. As pessoas serão orientadas a esperar sua vez, espaçados com 1,5m de distância para auxiliar na formação de filas, sem aglomerações. Aos finais de semana, período de maior fluxo nas instalações, o voluntariado do Brasília Orgulho estará em pontos estratégicos do Mapa do Orgulho para coordenar filas e explicar o projeto. Para tal, será utilizado microfone e pequena caixa de som portátil (sem necessidade de aproximação para público ouvir a mensagem).

 

Algumas das obras que estarão espalhadas pelo Distrito Federal

Ponte Arco-íris

A ponte do parque da cidade terá seus corrimãos adornados com cetim colorido e serão adicionados dois portais em forma de arco-íris, um em cada extremidade da ponte, por uma estrutura de box truss em arco, revestido de MDF previamente pintado com as cores do Orgulho LGBT, de altura de 3 metros e largura de 4 metros.

 

Calçada Arco-íris

Com mais de 72 metros de comprimento, a calçada que conecta o estacionamento 13 ao parque e ao Nicolândia, será pintada com as 6 cores do Orgulho LGBT: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e roxo, colorindo o caminho.

 

Escadaria da Torre

Cada degrau da escadaria, com 20 metros de comprimento, terá sua lateral colorida por adesivos nas 6 cores do Orgulho, colorindo a escada e formando assim uma imagem anamórfica, que brinca com a perspectiva do espectador.

 

Molduras – Diga “eu me orgulho”

Em forma de quadro, teremos 4 molduras quadradas (2,60x260m) de contorno contínuo e bordas grossas, que se enquadram em alguns pontos turísticos de Brasília, como o Congresso Nacional, o Museu de Brasília, a Torre de TV e a Ponte JK. O público poderá subir e entrar dentro da moldura para se enquadrar com os pontos turísticos e assim realizar suas fotos e bradar com orgulho. Sua estrutura é firme pois será feita de um quadrado de box truss revestido com MDF. As bordas das molduras serão coloridas com as cores do Orgulho LGBTQ+. A altura da borda debaixo da moldura é de 30 centímetros, um tamanho ideal para qualquer pessoa subir e entrar dentro da moldura.

 

Mais sobre a Associação Brasília Orgulho

A Associação Brasília Orgulho é a organizadora do festival de mesmo nome e que inclui a Parada LGBTS de Brasília, cuja primeira edição foi realizada em 1998 e é o maior ato de direitos humanos da capital. O evento, feito para comemorar o 28 de junho – Dia Internacional do Orgulho LGBT, agrega atividades tais como entrega de prêmios, mostra de filmes, debates e festas. Ocupam espaços e as ruas para mostrar a força da comunidade LGBT do DF e o quanto há para celebrar e ainda a conquistar até a cidadania plena.

 

Saiba mais

Brasília – Cidade Orgulho
Horário de funcionamento: 24 horas por dia
Mapa do orgulho: www.brasiliaorgulho.lgbt
Contato: 982571111 / 982928194

 

Mais Atrações na Cidade

Só Track Boa Brasília

A Só Track Boa em Brasília está oficialmente voltando pra casa. As aberturas das vendas para as primeiras edições da STB TOUR 2022 já têm data e hora marcada!

Léo Santana em Brasília

Dia 24 de outubro, domingo, tem o melhor do axé com Léo Santana no Cafe de La Musique Brasília. Saiba mais aqui!

Dorgival Dantas em Brasília

Dorgival Dantas se apresenta em show ao vivo em Brasília, dia 22 de outubro, sexta-feira, no Cafe de La Musique Brasília. Saiba mais aqui!

Cara e Cultura Negra

Ciclo de palestras faz a programação do Cara e Cultura Negra. O programa de formação Cara e Cultura Negra ocorre de 18 a 29 de outubro, de forma online.