MENU
ENTRAR •••••
CADASTRAR •••••

Memorial dos Povos Indígenas

download (2)
O Memorial dos Povos Indígenas tem como objetivo primordial mostrar a grande diversidade e riqueza da cultura indígena de forma dinâmica e viva. Com esse propósito, promove diversos eventos com a presença e a participação de representantes indígenas de diferentes regiões do país.
Data: Aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. Entrada franca.
Local: Eixo Monumental, Brasília

Sobre

Projetado por Oscar Niemeyer em forma de maloca redonda dos índios Yanomami, o Memorial dos Povos Indígenas foi construído em 1987, com financiamento da Fundação Banco do Brasil, em terreno doado pela TERRACAP no Eixo Monumental Oeste, localidade privilegiada de Brasília.

Pela sua localização e importância arquitetônica, antes de abrir como Memorial dos Povos Indígenas, o prédio foi transformado em museu de arte moderna e inaugurado com uma exposição do artista venezuelano Armando Reverón.

Inconformados com a perda do prédio, os lideres indígenas, apoiados por diversos representantes da comunidade brasiliense, incluindo intelectuais, artistas e outros simpatizantes da causa, iniciaram longa campanha para retomar o espaço. Os pajés fizeram suas “rezas” para proteger o local e impedir o seu funcionamento até que o prédio fosse designado novamente como museu indígena.

Apesar de vários projetos terem sido elaborados para o seu funcionamento, o prédio permaneceu desativado e em 1989 foi transferido para o Poder Federal. Ainda assim, permaneceu fechado durante muitos anos.

Em março de 1995, o espaço retornou à administração do Distrito Federal e iniciaram-se as obras de recuperação. Em 19 de abril daquele ano, o “Dia do Índio”, representantes das tribos Karajá, Kuikuro, Terena e Xavante realizaram cerimônia especial para comemorar o restabelecimento do espaço como Museu do Índio.

Estava presente o antropólogo Darcy Ribeiro, um dos seus maiores idealizadores e defensor da causa indígena. Mesmo assim, o prédio continuou fechado pela maior parte do tempo e com aparência de abandono. No dia 20 de abril de 1997, o corpo do índio Gaudino Pataxó, assassinado por jovens de Brasília, foi velado no local.

O Memorial dos Povos Indígenas somente começou a funcionar de forma definitiva a partir do dia 16 de abril de 1999. Desde então, o Memorial permanece aberto ao público, recebendo visitantes de todos os estados do Brasil e do exterior.

Aberto ao público diariamente, o Memorial empenha-se hoje em organizar regularmente exposições, eventos e apresentações indígenas. O ápice da programação é sempre o Dia do Índio (19 de abril), que, todos os anos, é comemorado com uma semana de atividades variadas, com exposições especiais, palestras, debates, apresentações e muitas visitas.

Informações:

Telefone: (61) 3342-1157 / 3344-1154 / 3342-1156
E-mail: [email protected]

••••••••••

Cadastre-se no DeBoa.Com e receba e-mails com as melhores festas, shows, boates, agenda cultural e dicas de Brasília.

••••••••••

Deixe um comentário

*

publicidade

publicidade

••••••••••

publicidade

••••••••••
DESTAQUE
Curso de Hipnose Prática com PNL

Curso de Hipnose Prática com PNL

Dias 22, 23 e 24 de Junho acontece, em Brasília, o Curso de Hipnose Prática com PNL. Confira !... Mais

PicniK Festival

PicniK Festival

Nos dia 23 e 24 de junho vai rolar o PicniK Festival na Torre de TV, em Brasília. Confira.... Mais

Iceland -10 – Bar de Gelo

Iceland -10 – Bar de Gelo

Bar de gelo chega ao ParkShopping trazendo estrutura de padrão internacional, drinks e diversão que prometem... Mais

Torcida do Primeiro Bar

Torcida do Primeiro Bar

Venha torcer pelo Brasil no Primeiro Cozinha de Bar!... Mais

Happy Hour no Peixe na Rede

Happy Hour no Peixe na Rede

Está rolando aquele happy hour que você tanto desejava! E aquele chopp Brahma geladinho por apenas R$ 3,90 (... Mais