MENU
ENTRAR •••••
CADASTRAR •••••

DeBoa no Cinema: Mulher Maravilha

mulher-maravuilha-critica
Clara Camarano escreve crítica sobre Mulher Maravilha que já está nos cinemas! Dá só uma olhada!
Data: Já nos cinemas!
Local:

Poderosa, Mulher-Maravilha supera expectativas

*Por Clara Camarano – contato@cine61.com.br

Ação, romance e uma história que engloba as atrocidades do Nazismo e da Primeira Guerra Mundial. Depois de vários super-heróis – homens – se revezarem em produções que foram fracassos e sucessos, agora é a vez de Mulher-Maravilha. A personagem criada em 1941 pela DC Comics chega para marcar a estreia solo desta super-heroína e, também, para saciar a curiosidade dos fãs de quadrinhos e até dos leigos que desejavam conhecer melhor a história de Diana.

Sob a direção também de uma mulher, Patty Jenkins, a produção retrata a história de Diana Prince (a Mulher-Maravilha), uma jovem que nunca saiu de sua ilha paradisíaca e é reconhecida como a princesa das Amazonas. Guerreira desde pequena, ela vê sua rotina mudar ao salvar o piloto Steve Trevos (Chris Pine), que cai de avião no local. Ameaçado pelas mulheres desta ilha (a ilha é habitada só por mulheres), Steve confessa ser um espião britânico de uma guerra sem precedentes, a Primeira Guerra Mundial.

A altruísta princesa resolve então contrariar a mãe super-protetora, a rainha Hipólita (Connie Nielsen), e seguir com o rapaz para proteger a humanidade e acabar com o deus Ares que, segundo sua crença, é quem originou a guerra e todo o mal. A história, cheia de nuances, consegue ser retratada de uma forma bem clara. Começa mostrando desde a infância da protagonista, ressaltando sua missão de ser guerreira. Vários elementos lúdicos destacam-se nesta primeira parte, na ilha.

ogo após, o mundo em destruição contrasta com a pureza da jovem guerreira. É a partir daí que é exposta a perversidade da humanidade. Para rechear ainda mais a história, a sensível relação da dupla piloto/guerreira abre margem para um romance. A produção também enaltece o combate da mulher contra os preconceitos machistas. Este empoderamento feminino ganha forças com a bela atuação de Gal Gadot, que imprime todas as sutilezas necessárias para a protagonista. A ingenuidade de Diana garante gargalhadas no meio de toda a ação. O longa, no entanto, peca no final ao cair em um clichê hollywoodiano em uma luta que pouco acrescenta. Mesmo assim, fica uma mensagem sobre um dos maiores poderes que se pode ter: o amor.

Cotação do Cine61: 4 estrelas

Fonte: http://www.cine61.com.br/

Onde assistir?

Então agora tá na hora de correr para as telonas e conferir esse show de filme, né? Clique aqui e confira a programação de cinema completa da cidade!

Veja aqui o trailer do filme:

••••••••••

Cadastre-se no DeBoa.Com e receba e-mails com as melhores festas, shows, boates, agenda cultural e dicas de Brasília.

••••••••••

Deixe um comentário

*

publicidade

publicidade

••••••••••

publicidade

••••••••••
DESTAQUE
Formação em Oratória

Formação em Oratória

Formação em Oratória nos dias 23, 24 e 25 de Junho. A Formação em Oratória irá lhe oferecer desde os fu... Mais

Missão Improviso – 60% de Desconto

Missão Improviso – 60% de Desconto

O espetáculo Missão Improviso estará em cartaz nos dias 1º, 2, 8 e 9 de Julho com 60% de desconto para que... Mais

2° “Petit Festival” de tortas

2° “Petit Festival” de tortas

De 20 a 24 de Junho tem, em Brasília, o 2° “Petit Festival” de tortas. Confira!... Mais

PicniK Festival

PicniK Festival

Dias 24 e 25 de junho vai rolar o Picnk Festival na Torre de TV de Brasília. Não perca!... Mais

33ª Feira do Livro em Brasília

33ª Feira do Livro em Brasília

De 16 a 25 de Junho vai rolar a 33ª Feira do Livro em Brasília no Patio Brasil. Vem conferir! ... Mais