MENU
ENTRAR •••••
CADASTRAR •••••

Exposição Um Autorretrato Cubano

cubano
Entre os dias 7 de junho e 19 de agosto, acontece a Exposição Um Autorretrato Cubano, no Caixa Cultural em Brasília. Não Perca!
Data: De 7 de junho a 19 de agosto, de terças a domingos
Hora: Das 9h às 21h
Local: Caixa Cultural - Setor Bancário Sul, Quadra 4, Lotes 3 e 4

Sobre Exposição Um Autorretrato Cubano

Entre 6 de junho e 19 de agosto, a CAIXA Cultural Brasília, vai abrigar a exposição inédita “Um Autorretrato Cubano” do fotógrafo José Alberto Figueroa, com curadoria da filha, a crítica de arte e curadora Cristina Figueroa (Estudio Figueroa – Vives, Havana).

Pela primeira vez no Brasil, o trabalho do fotógrafo cubano José Alberto Figueroa ganha retrospectiva histórica com 69 fotografias. Depois de passar por São Paulo, a mostra “Um Autorretrato Cubano” chega a capital federal.

Conhecido por registros que ilustram questões sociais e políticas de Cuba, Figueroa é considerado um dos precursores da fotografia conceitual, tanto em seu pais de origem como em toda a América Latina. Em sua obra, o fotógrafo mostra seu olhar sobre frases históricas de país, desde os primórdios da Revolução Cubana, quando pôde acompanhar mudanças sociais significativas e controversas, até os tempos atuais.

Nascido em 1946, Figueroa se formou em fotografia na década de 60, quando já trabalhava como assistente no estúdio de Alberto Korda, especializando-se em publicidade e moda. Com tempo, passou a desenvolver uma carreira versátil, atuando, inclusive, como correspondente de guerra em Angola.

A exposição reúne trabalhos que vão da década de 60, quando começou a carreira no estúdio de Alberto Korda (1928-2001) – fotógrafo cubano que se tornou mundialmente conhecido por Guerrillero Heroico, retrato que fez de Che Guevara – até os dias atuais. Discípulo e amigo de Korda, Figueroa passou a fotografar elementos que representavam as reivindicações de sua geração. O ensaio Exílio, realizado a partir 1967, é bastante representativo deste período, já que retrata o processo exaustivo da migração de cubanos para os Estados Unidos.

“A obra de Figueroa é vasta e plural, gerada ao longo de seus 50 anos de carreira, tanto em Cuba como internacionalmente.

O recorte curatorial da exposição abrange uma visão mais cronológica das circunstâncias históricas que tocaram Figueroa e representam frustrações, esperanças e utopias da sociedade cubana”, conta a curadora e crítica de arte Cristina Figueroa.

Um Autorretrato Cubano está dividido em quatro seções que marcam diferentes momentos da carreira de Figueroa, fotógrafo precursor na transição da fotografia documental para a simbólica/conceitual tanto em Cuba quanto em toda a América Latina. O artista é conhecido por ter explorado importantes fases históricas do seu país, desde os primórdios do triunfo da Revolução Cubana – quando era um jovem fotógrafo de uma família classe média que enfrentou mudanças sociais dramáticas – até os tempos atuais, momento em que muitos cubanos estão divididos entre a saudade do passado, as frustrações do presente e uma perspectiva incerta sobre o futuro.

Seções da exposição Um Autorretrato Cubano

Seção 1. Uma história pessoal. Décadas de 60 e 70

Esta seção é composta por fotografias do início da carreira de Figueroa nos Studios Korda e as séries A Outra Face da Revolução e Exílio, em que o artista registrou o êxodo familiar de Cuba para os EUA no começo da Revolução. Mais tarde, na década de 70, Figueroa começou a trabalhar como repórter fotográfico da revista Cuba Internacional e viajou pelo país registrando a outra face do Interior durante a inserção da sociedade cubana no modelo socialista.

Seção 2. Havana, Angola, Berlim. The fallen dreams. Décadas de 80 e 90

Esta seção inclui a viagem de Figueroa a Angola como correspondente de guerra (1982-1983) e do outro lado da guerra através dos rostos dos cubanos. Isso também pode ser notado em seu trabalho no Hospital Psiquiátrico de Havana e nos retratos de seus compatriotas. A década de 1980 foi para Figueroa o momento de transição de um país sonhado para uma realidade diferente nos anos noventa durante os anos dramáticos do chamado Período Especial em Cuba, iniciado em 1990, após a queda do regime socialista europeu. Figueroa também foi testemunha do colapso físico e moral do muro de Berlim no verão de 1990. Suas obras da década de 1990 têm uma semelhança com a vida dos habitantes de seu país: o exercício constante de introspecção.

Seção 3. Imagens atemporais

Inclui imagens icônicas de diferentes séries de Figueroa que refletem a manipulação de ícones nacionais. A bandeira cubana, o herói nacional José Martí (criador do Partido Revolucionário Cubano – PRC) e Ernesto Che Guevara fazem parte dessa pesquisa.

Seção 4. Figueroa no século 21

Constam projetos relacionados com a necessidade urgente de olhar para trás, para a sociedade e história cubana, a fim de encontrar respostas para o futuro incerto do novo século. Séries como Nova York, 11 de setembro de 2001, Figueroa em Figueroa e o relacionamento Cuba-EUA fazem parte de sua busca nesse período. Este é também o momento em que Figueroa começa a usar cor e o digital em seu trabalho.

Abertura: 6 de junho de 2018, às 19h
Visitação: De 7 de junho até 19 de agosto de 2018, das 9h às 21h, de Terças a Domingos

Ingressos

  •  Evento Gratuito

*Valores dos ingressos sujeitos à alterações sem aviso prévio.

Mais Informações

  • Telefone: (61) 3206 9448 / 3206 9449
  • Classificação: Livre
••••••••••

Cadastre-se no DeBoa.Com e receba e-mails com as melhores festas, shows, boates, agenda cultural e dicas de Brasília.

••••••••••

Deixe um comentário

*

publicidade

publicidade

••••••••••

publicidade

••••••••••
DESTAQUE
30º Congresso Nacional Abrasel

30º Congresso Nacional Abrasel

Entre os dias 26 de maio e 24 de julho acontece o Festival Veja Comer & Beber.Confira!... Mais

Alaska Brasília

Alaska Brasília

De 31 de Agosto a 9 de Setembro, Brasília estará com temperatura de 15° abaixo de zero, no qual é possíve... Mais

Stonia Ice Creamland abre novas operações neste mês

Stonia Ice Creamland abre novas operações nes...

Conheça as novas operações da gelateria Stonia Ice Creamland em Brasília!... Mais

45ª Quermesse do Templo Budista

45ª Quermesse do Templo Budista

Nos finais de semana de Agosto acontece a 45ª Quermesse do Templo Budista em Brasília. Confira... Mais

10 Coisas para Fazer no Final de Semana

10 Coisas para Fazer no Final de Semana

Que tal seguir nossas Dicas e ter um final de semana incrível? Saia da rotina, Brasília tem muito para você... Mais